segunda-feira, 16 de abril de 2012

Visita à Baixo Guandu Pré Brasileiro de Parapente na Rampa do Monjolo

O Campeonato Brasileiro de Parapente em Baixo Guandu, no Morro do Monjolo, começa no próximo fim de semana (22/4/2012), já o campeonato de asa será em julho. O potencial do Monjolo é ótimo para voos de XC, além de possuir um visual incrível.

Neste fim de semana vi que a previsão indicava ventos de N-NW, que não é muito ideal para o local, pois a decolagem é virada para NE, mas acreditei que seria possível fazer um bom voo. Resolvi então sair de Guarapari no sábado de manhã para voar sábado e domingos (14 e 15/4/2012) em Baixo Guandu. Aproveitei para fazer umas imagens de Baixo Guandu e da Rampa do Monjolo. Clique em mais informações para ver o post inteiro.



Os dois dias apresentaram condições muito semelhantes de voo. O vento estava fraco de NW, na parte de cima da rampa o vento entrava de cauda, vindo da esquerda e as vezes dava uma bufada de frente... nessa loucura entrou um dust que foi pra cima da minha asa que já estava montada... maior adrena... segurei nos cabos da frente e a asa levantou a parte de trás e tombou para frente, ficando de cabeça para baixo... foi tudo meio em câmera lenta e não aconteceu nada com a asa, graças a Deus.

Para asa delta a decolagem do Monjolo é uma "pegadinha". A parte de cima da rampa possui uma pequena inclinação bem suave, parece até que é boa para decolagem. Mas quando você chega mais para frente vê que existe uma mudança de inclinação para uma parte bem mais inclinada, onde é o local correto de se decolar. Esse fim de semana foi incrível perceber que o vento na parte de cima da rampa era totalmente diferente do que na parte de baixo (inclinada). Em cima o vento vinha de W-NW, enquanto que em baixo o vento vinha de NE, muito doido... coisas de termal.

Numa eventualidade um desavisado pode até decolar da parte de cima e se sair bem, mas a verdade é que essa transição cria uma situação bastante arriscada, pois se você decolar de cima, quando chegar nessa quina, entre a parte suave e a parte inclinada, vai certamente tomar uma porrada do vento. Como a asa vem numa inclinação muito pequena ela vai estar muito aliviada e se estiver tendida para algum lado.... já era... vai voltar na rampa.

Nesta parte mais inclinada o vento entra liso, de frente, mas o mato está alto e existem irregularidades no terreno que dificultam bastante a corrida. Para dificultar um pouco mais, existe uma cerca de arame farpado ao final da rampa... ehehehe...

Acredito que para o campeonato brasileiro de asa delta sejam feitas melhorias, mas até o momento a rampa está praticamente igual ao ano passado. As únicas melhorias foram que o mato está um pouquinho mais roçado e foi colocado terra em alguns lugares. Mas tudo muito superficial. Vai ter que melhorar muuuuito para o brasileiro de asa.

Bem... chega de enrolação e vamos ao voo. O primeiro dia eu não me saí muito bem, acho que estava um pouco de tempo sem voar, meio adrenado. Juntando isso com uma rampa difícil de decolar, em um local que não estou muito acostumado e um dust que vira minha asa de cabeça para baixo... ehehehe... fiquei meio adrenado e pilotei muito tenso, muito picado. Acabei fazendo um preguinho de 30 min. Pousei na propriedade do vice-prefeito de Baixo Guandu, o Dr. Hélio. Aproveito para agradecer a hospitalidade .

No segundo dia estava mais a vontade, e o voo foi muito legal. Se eu tivesse melhor conhecimento da região poderia ter sido melhor. Ganhei a primeira térmica no Monjolo, a segunda na montanha de Alto Lage, a terceira em Itaguaçú, a quarta em Itarana e fui para Varzea Alegre. Neste ponto eu não sabia mais para onde ir, não avistava nem sombra de local com pouso... mas a térmica estava ganhando e eu estava a mais de 1800 m. Para não dar problema para o resgate e por eu não conhecer a região, decidi voltar para Itarana... foi muito louco voar de volta... foi alucinante passar a cordilheira de Varzea Alegre voltando para Itarana... ehehehe...

Clique na imagem para ver o track log do voo direto no Portal do Voo!



Queria agradecer ao Ricardo Aquino e seu irmão Lino, ao Marjo Lemos e ao Darci pelo ótimo fim de semana e total espírito de parceria, coisa difícil de se ver!!! Show!!.